As escolas evangélicas de confissão luterana caracterizam-se pelo pensamento de ver a competência do testemunho do Evangelho de Jesus Cristo desenvolvida em seu aluno. Entendendo-se a escola evangélica como uma reunião de pessoas que vivenciam e testemunham a sua fé, tem-se, nesse contexto, o ambiente favorável para o crescimento da fé e do amor a Deus, à cultura e à intelectualidade.

Afinal, Deus concedeu-nos o Dom da inteligência e ocorreríamos em falta a Ele caso não considerássemos esse talento e não ofertássemos, no final de nossa existência, mais do que recebemos: “Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei (…)”, Mt 25, 23. Alicerçados nessa esperança, de devolver a Deus mais do que Dele recebemos, fundamentamos a razão de sermos.

Cremos em Jesus Cristo, presença viva do Amor de Deus pelos homens e presente entre eles. A plenitude de seu Reino se encontra na escuta, no diálogo, no respeito, na justiça, na misericórdia e na solidariedade, caracterizando-nos como testemunhas vivas do Evangelho, permitindo que a Palavra do Senhor seja traduzida no nosso cotidiano.

Dessa forma, o Colégio Evangélico Divino Mestre busca, através de uma aprendizagem significativa e dialogada, o encontro com o ser existencial de cada indivíduo, seu sentido de vida, assim como sua excelência acadêmica, pedagógica e humana, a fim de que as relações pessoais, sociais, políticas e transcendentais sejam qualificadas, possibilitando nossa aspiração à plenitude.

A educação dessa instituição objetiva a solidificação de virtudes como coragem, fé, justiça e autonomia em todos os níveis. Ligando-se corpo e alma, formamos um cidadão cívico, ético e religioso, que aprende a amar a vida, a cultura e o conhecimento.

A Filosofia do Colégio Evangélico Divino Mestre objetiva incutir nos corações dos educandos as Virtudes humanas, a Honestidade e a Disciplina, ensinando-os a enfrentar as dificuldades e desafios do mundo que os rodeia, enraizados na fé expressa no Evangelho e confiantes em Deus, para testemunhar à realidade em que estão inseridos a importância de vivenciar a esperança e o amor.